Diese Website verwendet Cookies, um verschiedene Funktionalitäten bereitzustellen, Anzeigen zu personalisieren und Zugriffe zu analysieren. Durch die Nutzung dieser Website erklärst Du Dich damit einverstanden, dass Cookies verwendet werden. Weitere Informationen  OK

Was ist neu?

Jorge Jacinto


Free Mitglied, Lisboa

LEMBRAR ABRIL

25 ABRILSEMPRE

O levantamento militar do dia 25 de Abril de 1974 derrubou, num só dia, o regime político que vigorava em Portugal desde 1926, sem grande resistência das forças leais ao governo, que cederam perante o movimento popular que rapidamente apoiou os militares. Este levantamento é conhecido por 25 de Abril ou Revolução dos Cravos. O levantamento foi conduzido pelos oficiais intermédios da hierarquia militar (o MFA), na sua maior parte capitães que tinham participado na Guerra Colonial. Considera-se, em termos gerais, que esta revolução devolveu a liberdade ao povo português (denominando-se "Dia da Liberdade" o feriado instituído em Portugal para comemorar a revolução).

Kommentare 5

  • Julio Lemos 30. Juni 2013, 15:19

    " 25 DE ABRIL SEMPRE! FASCISMO NUNCA MAIS "
  • Manuelita 26. Oktober 2007, 0:31

    o dia de ofrecer os cravos brancos,,,,,,grandolaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa vilaaaaaaaaaaa moreeeee eeeeee naaaaaaa!!...valorosa recordacao!!
  • Donna Nikita 24. Juni 2007, 17:35

    Grândola, vila morena
    Terra da fraternidade
    O povo é quem mais ordena
    Dentro de ti, ó cidade
    Dentro de ti, ó cidade
    O povo é quem mais ordena
    Terra da fraternidade
    Grândola, vila morena
    Em cada esquina um amigo
    Em cada rosto igualdade
    Grândola, vila morena
    Terra da fraternidade
    Terra da fraternidade
    Grândola, vila morena
    Em cada rosto igualdade
    O povo é quem mais ordena
    À sombra duma azinheira
    Que já não sabia a idade
    Jurei ter por companheira
    Grândola a tua vontade
    Grândola a tua vontade
    Jurei ter por companheira
    À sombra duma azinheira
    Que já não sabia a idade

    ---

    Quando fui para Portugal pela primeira vez em 1980, já tudo era passado e "revolução" quasi parecia uma palavra grande demais...

    Com saudades, D.N.
  • Gazp . 12. Juni 2007, 4:08

    los claveles..
  • Claus Bunk 16. Mai 2007, 16:58

    Eu me lembro do dia. Tinha uma noticia na radio que eu não queria acreditar. No ano depois vi uma palestra do Capitão da revolucao dos cravos - Otelo Carvalho aqui em Hamburgo. Este homen me fascinou. Anos depois li no journal que ele ficou preso com acusacões absurdas. Hoje depois de tudo, o mesmo homen, ex candidato pela presidencia da republica, vive pobre em Setubal matendo uma pequena empresa de mudanças. Quem lembra do homem que liderou o inacreditavel - uma revolução sem mortos ? Viva Otelo, eu tenho respeito de voce.